CHOOSE YOUR WOOD

Hoje a nossa abordagem vai ser um pouco diferente do habitual. Vamos falar sobre quatro tipos de madeiras. A madeira é um elemento muito presente em todos os espaços, quer seja enquanto pavimento, revestimento de parede ou peça de mobiliário. Então, porque não conhecer um bocadinho melhor as suas características?

Bambu

Tem uma cor clara e por ser uma erva, não uma árvore, os seus veios são longitudinais ao tronco, não havendo, assim, alvéolos circulares característicos de outros tipos de madeira. O bambu é usado, maioritariamente, em objetos decorativos, mobiliário e pavimentos. Além disso, é um elemento decorativo muito utilizado em jardins.

Uma das únicas coisas a ter em conta no que diz respeito ao bambu é o facto de, quando exposto à luz do sol de forma intensa e contínua, o bambú tende a esbranquiçar.

Faia

A folha da faia é diversas vezes utilizada como acabamento de peças de mobiliário. Devido à sua fácil maleabilidade, vários instrumentos musicais são construídos com esta madeira. Uma outra característica é a sua fragilidade quando em contacto com humidade, pelo que é importante realizar o tratamento na madeira, principalmente quando pretendemos que ela esteja em contacto com o exterior.

Pinho

Esta madeira é a indicada para ser utilizada como elemento estrutural (pilares, vigas, etc…), assim como na construção de portas, janelas e respetivos apainelados. A maior questão a ter em conta é que, apesar da sua dureza, o pinho risca-se com facilidade, pelo que é aconselhado, além do tratamento antes da sua aplicação, o cuidado contínuo na sua utilização.

Carvalho

Assim como o pinho, o carvalho é um dos melhores materiais para ser utilizado na construção, devido à sua robustez e resistência à humidade. O principal ponto negativo para a utilização desta madeira é quando ocorrem patologias relacionadas com fungos que provocam manchas na superfície da madeira, colocando em causa a sua estética.