Kardashian. Muito provavelmente este apelido já passou pelos vossos ouvidos. O que é perfeitamente normal, uma vez que o clã está há dez nos ecrãs americanos e media internacionais.

Este post não é propriamente para celebrar esta década de estrelato, é apenas uma coincidência. E também não significa que eu seja uma grande fã, mas faço aqui um mea culpa de que sim, já vi alguns episódios, vários. Os suficientes para conhecer todo o real-estate Kardashian.

De todas, que são muitas, há uma casa que mereceu destaque na conceituada revista de arquitectura Architectural Digest USA – a de Kourtney. A irmã mais velha de Kim tem a casa mais sóbria, mais clássica, com mais personalidade. Apesar de também identificarmos os naturais exageros de uma casa de reality show, esta é a que mais se parece com um lar. Muito acolhedora e com muito bom gosto.

Localizada numa grande parcela de terreno em Calabasas, cidade californiana a poucos quilómetros de Los Angeles, a casa com inspiração na arquitectura toscana foi decorada por Martyn Lawrence Bullard.

Aqui Bullard optou por criar ambientes mais modernos, mais controlados, adequados para a vivência que se pretendia e que incluía a presença de três crianças.

A admiração pela arquitectura e decoração do século XX é muito óbvia. Desde as cadeiras de jantar de Pierre Jeanneret aos cadeirões desenhados por Oscar Niemeyer, Kourtney Kardashian conseguiu juntar aquilo que foram as peças icónicas de todos os génios do modernismo na sua casa. Todos os espaços são tratados com a mesma importância e o uso da cor é feito de forma muito controlada. Apenas os quartos das crianças apresentam alguns apontamentos, daquilo que lhe podemos chamar, de cor.