As plantas são uma parte fundamental da decoração de interiores. Trazem vida, graça e dinamismo para as nossas casas, purificam o ar e quebram a monotonia de qualquer espaço. Para trazer o verde para dentro, criámos uma lista com as plantas mais indicadas para ter no interior. Para si que acha que só consegue dar conta de um cacto, preste atenção nestas dicas e crie a sua própria urban jungle!

Pata de Elefante @greenobsessions.com

Beaucarnea recurvata (Pata de Elefante, Nolina):

Luz: Planta de Sol Pleno ou Meia-Sombra. Este arbusto é uma planta amiga, daquelas que não guarda rancor. Pode passar grande parte do ano a apanhar luz indireta desde que faça uma temporada no exterior a apanhar o sol escaldante do verão.

Solo: Esta planta é originária do México e, sendo assim, prefere ambientes mais secos. É importante deixar a terra secar antes de regar outra vez.

Samambaia @hgtv.vom

Nephrolepis exaltata ‘Bostoniensis’ (Samambaia):

Luz: planta de meia-sombra. A Samambaia precisa de muita luz indireta – sente-se em casa quando está a frente de uma janela – e não gosta de muito calor.

Solo: Esta planta gosta muito de humidade e, para sobreviver dentro das nossas casas precisam de algum cuidado especial – coloque-a sobre um prato com água, use um borrifador para humidificá-la diariamente ou deixa-a na casa de banho (caso tenha muita luz). Nunca deixe que o solo seque completamente, regue-a com frequência.

Planta de Jade @mycityplants.com

Crassula ovata (Planta de Jade):

Luz: Planta de Sol Pleno ou Meia-Sombra. Esta suculenta é quase imortal. Uma planta a prova de jardineiros inexperientes. O seu único requisito é estar próximo de uma janela e algumas horas por dia ao sol (ou luminosidade direta).

Solo: Na primavera e verão a rega deverá ser mais frequente – sempre que o solo se tornar seco! No inverno as regas devem ser mais esparsas já que este é o período de hibernação das suculentas. Nesta época o solo deve ficar ainda mais seco antes de uma nova rega. Importante: Tente não molhar as folhas quando regar a sua Jade! Pode medir o índice de felicidade da sua planta através das folhas. Se estiverem cheias e com brilho estão saudáveis, caso comecem a cair ou tenham manchas significa que precisam de mais água.

Espada de São Jorge@miaeliza.com

Sansevieria trifasciata (Espada de São Jorge):

Luz: A Espada de São Jorge é uma daquelas plantas prontas para tudo – pode estar apanhar luz solar direta ou indireta, sobrevive ao frio e o calor (4º aos 30ºC). Para que ela cresça de forma homogênea é importante rodar o vaso de vez em quando para que toda a planta possa apanhar luz.

Solo: Esta planta também é bastante resistente a períodos de seca. O solo deve secar completamente entre as regas, recomenda-se um intervalo de, aproximadamente, 20 dias entre a irrigação. Importante: esta planta é tóxica para animais!

Rosário @mynewsdesk.com

Senecio rowleyanus (Rosário ou Colar de Pérolas):

Luz: Planta de Sol Pleno ou Meia-Sombra. Esta suculenta está preparada para todo o tipo de situação – gosta de luz direta ( não nas horas mais quentes do dia) e adapta-se lindamente a meia-sombra ou luz indireta. O seu local ideal é numa janela voltada a nascente ou poente. Quando apanha sol suficiente esta suculenta floresce e suas flores tem um cheiro inebriante!

Solo: Como é comum entre as suculentas, esta planta também não precisa de muita água. O solo deve secar bem antes da seguinte rega e a preparação do vaso deve garantir uma boa drenagem. Recomenda-se manter esta planta em locais mais altos para que os seus ramos possam cair livremente.

Lírio da Paz @zimmerpflanzen-faq.de

Spathiphyllum wallisi (Lírio-da-Paz):

Luz: Planta de Meia-Sombra – não devem receber sol direto em nenhuma parte do dia, ainda assim, precisam de algumas horas diárias de luz indireta.

Solo: O Lírio-da-Paz é uma planta originária do clima tropical, gostam de humidade, sombra calor. Por isso, borrife água na planta diversas vezes por semana e regue somente quando o solo estiver seco – deixe a terra húmida mas não com excesso de água.

Aloe Vera @ihome108.com

Aloe Vera:

Luz: Planta de Sol Pleno – precisa de muitas horas de sol por dia. Escolha um local próximo a uma janela virada a sul. Quanto mais luz natural, melhor.

Solo: Como são plantas nativas do norte de África, vivem melhor no clima seco. O segredo para ter um Aloe Vera saudável é tê-la num vaso que garanta a drenagem do solo – as Aloes precisam de um solo poroso e nutritivo. Entre as regas deixe o solo secar bem e no inverno deixe secar ainda mais!

Philodendron Brasil @etsystudio.com

Philodendron Brasil:

Luz: Esta planta tropical adora sombra e água fresca. Precisa de luz mas nunca direta.

Solo: Precisa ser irrigada com frequência, gosta de solo fértil e com muita matéria orgânica. Desde que esteja bem nutrida não requer grande manutenção.

Clorofito @pinterest.com

Chlorophytum comosum (Clorofito):

Luz: planta de meia-sombra. Apesar desta planta adorar temperaturas amenas, pode passar uma temporada de verão no jardim para crescer, desde que esteja sempre na sombra. É uma planta bastante resistente, sem problemas de abandono!

Solo: Esta planta armazena água nas suas raízes e por isso tolera alguns períodos sem água mas, o ideal é regar com frequência. O solo precisa ser rico em matéria orgânica e com boa drenagem. Dica: esta planta adora humidade, por isso, caso tenha uma janela na sua casa de banho, este será o ambiente ideal para o Clorofito.

Peixinho @greenobsessions.com

Nematanthus wettsteinii (Peixinho):

Luz: Esta planta adora o calor, a humidade, e a luz indireta mas não tolera o frio!

Solo: Assim como os peixes, este peixinho também não vive sem água (piada fácil, sabemos mas não resistimos). Mantenha o solo sempre húmido mas não encharcado.