Entre as lojas da Armani e padarias, o arquitecto Claudio Silvestrin tem desenvolvido a sua prática minimalista e de rigorosa geometria. Hoje vamos resgatar um dos seus projetos de 2006 – a padaria Princi.

Neste ano, durante a minha breve estadia em Milão, tive a oportunidade de conhecer este projeto logo após a sua inauguração. Desde então, a beleza e a atenção aos detalhes apresentados nesta padaria nunca mais me saíram da memória.

O pão é o produto que desenrola toda a organização espacial, surgindo quase como uma joia, um artigo de luxo posicionado numa caixinha de vidro na montra principal. Logo na entrada ao fundo, e separado somente por uma parede de vidro, está o forno onde todo o produto é produzido sob os olhos atentos dos clientes.  A bancada expositiva faz alusão ao mobiliário das joalharias e a pedra de revestimento é da cor da própria farinha. A iluminação é o ponto chave de todo este projeto. A luz dá ênfase o pão, tornando-o no -óbvio- protagonista do espaço.

 

[metaslider id=919]