ULTRA VIOLET

Sabemos que a cor do ano de 2018 já foi divulgada há algum tempo, ainda assim, precisamos de tempo para absorver e processar toda a sua intensidade. O Ultra Violet, segundo a Pantone, evoca a contracultura, a originalidade e o pensamento visionário. É um tom complexo e contemplativo, ligado aos mistérios do cosmos. Esta cor, geralmente associada aos grandes cantores como Prince, David Bowie e Jimi Hendrix, tem um quê rebelde. É intensa e espiritual.

Diz-se que Leonardo da Vinci afirmou que a meditação se tornava mais poderosa quando feita sob a luz roxa dos vitrais e Richard Wagner, maestro alemão, cercava-se de roxo quando compunha.

Agora que já sabemos dos efeitos benéficos que esta cor tem sobre nós, a próxima questão é: como incluir este tom na nossa casa?

Para dar sugestões mais eficazes, optámos por dividir a resposta em duas partes:

1. Alguns apontamentos de ultra violet:

Pode parecer que não, mas esta é uma cor bastante neutra, aconchegante e fácil de misturar com outros tons. Para ter um resultado leve, aconselhamos a utilização de uma base clara - brancos, beges e cinzas - e o violeta aparecerá em peças-chave como um sofá, puff, cortinados e peças de decoração. Em espaços menores e bem iluminados, como casas de banho, poderá ainda ousar com um papel de parede a cobrir todas as paredes.



2. Quero navegar o cosmos e inundar minha casa neste roxo inebriante:

Se deseja aventurar-se por estes mares, aconselhamos que antes analise a iluminação do seu espaço. Cores escuras têm a tendência de diminuir o espaço e, caso não tenha muita luz a entrar pelas suas janelas, poderá ficar com uma sala pouco convidativa.

Como dissemos na categoria anterior, está é uma cor bastante fácil de combinar mas, para que a sua casa não se transforme num circo, recomendamos a utilização de outras cores frias como os azuis ou verdes. As cores quentes, como amarelos e vermelhos, podem ser usadas mas somente para pequenos apontamentos! Use e abuse das plantas e dos metais.